Cecans Oncologia

O que é Radioterapia

Em geral administrada externamente ao corpo, a radioterapia é uma ferramenta importante na luta contra o câncer. Aplicada localmente, seu princípio é semelhante ao da quimioterapia: ao interferir nas moléculas de DNA, os raios ionizantes bloqueiam a divisão celular ou determinam a destruição do tumor. 

Seus efeitos tóxicos são limitados a uma área. Irritações ou leves queimaduras na pele, inflamações das mucosas, queda de pelos ou cabelos nas áreas irradiadas e diminuição na contagem das células do sangue são alguns dos efeitos colaterais mais frequentes da radioterapia, que variam de acordo com sua intensidade, com as doses utilizadas e as regiões tratadas. Duas formas de irradiação são utilizadas:

Teleterapia

 

Tratamento externo, feito à distância da área tratada. Nesse caso, os efeitos tóxicos aos órgãos saudáveis são evitados pelo uso de “escudos”, pelo fracionamento das doses de radiação e pela administração dos raios por meio de ângulos diversos. Hoje, modernos aparelhos acoplados à tomografia computadorizada podem desenhar com precisão a área a ser irradiada, calcular e modificar o campo de acordo com a movimentação respiratória, poupando os tecidos sadios ao redor do tumor e diminuindo os efeitos colaterais do procedimento.

Braquiterapia

 

Os materiais radioativos são implantados nas proximidades do tumor, o que permite a administração de doses de radiação diretamente nas células malignas.